06/07/2007

Os 4 passos essenciais para otimização de site

Precisamos pensar na otimização de site para mecanismos de busca como um conjunto de técnicas que visa a melhoria de qualidade de um site. Isso porque o Google – e outros mecanismos de busca – está em busca de resultados relevantes para seus usuários, que tenham o conteúdo procurado e com alta qualidade.

Esqueçam a tentativa de “enganar” os mecanismos. SEO exige muita dedicação, trabalho e feeling para entregar aquilo que os usuários buscam, de forma que os buscadores entendam as informações e possam traduzi-las em resultado. Não é uma receita de bolo, com resultados iguais sempre e a concorrência fica cada vez maior.

Ainda assim, existem técnicas que são essenciais e nós vamos estudar 4 passos práticos que devem ser levados em conta na sua estratégia de otimização de sites para mecanismos de busca.

Primeiro Passo – Escolhendo as Palavras-chave mais adequadas para otimizar seu site

O primeiro passo é talvez um dos mais importantes. Trata-se de escolher corretamente as palavras-chave que usará como base para sua otimização. Nem sempre é melhor escolher palavras-chave gerais, muito amplas. Na maior parte dos casos, o ideal é escolher palavras específicas, focadas em um nicho relacionado ao seu produto, serviço ou assunto do site. Sua chance de resultado é maior e você ainda vai satisfazer a pessoa que está buscando, com um conteúdo de real valor.

Por exemplo, vamos pensar em uma empresa de webdesign. Será que seria interessante otimizar para “webdesign” ou sua chance de conseguir ser bem posicionado através desse termo seria ínfima? Além disso, “webdesign” é muito amplo: poderia ser um site de dicas de webdesign, um site de templates, uma associação de web designers e finalmente uma empresa de webdesign, entre várias outras possibilidades. Temos que ser mais específicos e isso significa:

  1. Focar em um mercado mais específico que esteja buscando soluções de webdesign;
  2. Competir com menos websites, através de palavras-chave mais específicas;
  3. Otimizar pensando em palavras-chave que as pessoas efetivamente usam nas buscas.

Focar em um mercado mais específico depende muito dos produtos e serviços que você oferece. Devemos pensar em palavras-chave mais específicas e é importante frisar que as pessoas não buscam mais por palavras individuais como “webdesign” e sim por frases de normalmente 3 a 5 palavras (keyphrases). Então, se você tem uma empresa de webdesign em Santos, pode ser uma boa idéia otimizar para “Webdesign em Santos” ou “serviço de webdesign em Santos”.

Quando você escolher palavras ou frases que se adequem melhor ao perfil do seu site, faça uma busca no Google e veja quantos resultados ele encontra. Compare as possíveis palavras e frases. Aquelas que tiverem menor número de resultados no Google são mais fáceis de se competir e conseguir melhor posicionamento.

As pessoas nem sempre buscam por “webdesign”. Talvez uma busca mais intuitiva para o caso seja “criação de sites em Santos”. É importante pensar com a cabeça do usuário. Coloque-se no lugar dele: o que ele quer encontrar? Como faria uma busca com esse objetivo?

Em regras gerais, otimize cada página do seu site para uma keyphrase diferente e em cada uma dessas frases tenha 2 ou 3 palavras-chave bem específicas.

Segundo Passo da Otimização de Site – Sua URL e Title Tag

Muitas pessoas ainda desconhecem a importância da URL e da tag title de uma página: esses são dois dos mais importantes fatores de rankeamento do Google. As URLs funcionam de certa forma como mais uma demonstração de palavras-chave importantes dentro de um site e o título da página deve traduzir o que ela tem de conteúdo.

Ainda usando o exemplo do “webdesign”, podemos dizer que uma URL http://www.webdesign-em-santos.com.br costuma ser melhor rankeada que uma http://www.nomedaempresa.com.br. Isso porque você já inclue na URL a palavra-chave e/ou a keyphrase importante para seu site. Porém, não podemos esquecer que sites que não tenham essa estrutura de URL também podem se sair muito bem nos resultados, então não entre em pânico para trocar sua URL. Existe uma alternativa simples e que funciona muito bem: nomear as páginas internas do site com o uso de keywords e keyphrases. Por favor, não confundam essa técnica com spam de palavras-chave. Você deve dar um nome que realmente reflita o conteúdo da página. Exemplos: http://www.nomedaempresa.com.br/webdesign-em-santos.html, para uma página específica do site que fale sobre o escritório localizado em Santos.

As mesmas observações feitas em relação à URL servem para a title tag. Utilizar palavras-chave no título de sua página (não estou falando da meta title tag e sim da tag title) pode melhorar muito o seu posicionamento no Google. Mais uma vez não devemos fazer spam de palavras-chave no título da página. É preciso ter muito profissionalismo no uso das técnicas e é fundamental ter feeling, que é muitas vezes adquirido através da experiência contínua de trabalho na área.

Para nosso exemplo, uma boa tag title seria:

<title>”Nome da Empresa” é uma empresa de webdesign que atua em Santos, São Paulo</title>

Tente localizar suas palavras-chave o mais próximo possível do início da tag, isso costuma melhorar os resultados.

Se você usa WordPress como CMS do seu site, confira esse artigo com dicas de SEO para WordPress.

Terceiro Passo – O uso correto das tags Header no SEO

Outra coisa importante a ser levada em consideração é o fato do XHTML ter uma estrutura padrão própria, que define a importância de certos elementos. Vamos falar especificamente das tags “h”. Muita gente tem deixado de lado o uso correto dessas tags e utilizar principalmente a tag <h1> para evidenciar um título é importante.

O algoritmo do Google vê o conteúdo colocado entre <h1> e </h1> como mais importante que o resto do texto da página. Isso vai acontecendo hierarquicamente, então pode-se usar <h2></h2> para sub-títulos, por exemplo. Do <h3> em diante não vejo muita diferença prática em termos de otimização.

Como o padrão de tag H1 não é muito bonito, recomendamos o uso de CSS para configurar a aparência da mesma. Assim você consegue manter a harmonia visual do seu site e ao mesmo tempo destacar palavras-chave importantes.

Quarto Passo – Densidade de Palavras-chave pensando em Search Engine Optimization

Em uma página, devemos ter palavras-chave não somente em seu título, URL e tag H1. É importante posicionar palavras-chave ao longo do texto existente na página e chamamos de “densidade” a relação entre palavras-chave e palavras comuns do texto. Normalmente, devemos ter em torno de 7 a 10% de palavras-chave otimizadas.

Não exagere na densidade de palavras-chave mas também tome cuidado para não deixar de ter as mesmas ao longo do corpo de texto.

Exemplo:
“Nome da empresa” faz serviços de webdesign para clientes (não está bem aproveitado).
“Nome da empresa” presta serviços de webdesign em Santos, São Paulo (melhor aproveitado).

Não esqueçam que o Google busca palavras próximas entre si dentro de um texto, então não adianta entupir um título com palavras-chave se ele não encontrar outras palavras relacionadas ao longo da sua página. Trabalhe bem essa relação de densidade, pode lhe trazer excelentes resultados!

Quinto Passo – Links…Sempre links!

Agora vamos tratar de uma das partes mais sensíveis do processo de SEO para o Google, os chamados “back-links”. Back-links são simplesmente sites que linkam diretamente para sua página. A idéia geral é que quanto mais links apontarem para o seu site, melhor rankeadas suas páginas serão, porque seu site deve ser muito bom já que tem tanta gente linkando para ele.

Se você tem uma empresa de webdesign, existe uma forma simples de fazer isso, que já é comumente usada: adicionar no rodapé de cada site feito por você um link como: <a href=”http://www.nomedaempresa.com.br”>Webdesign by Nome da Empresa</a>. Isso só deve ser feito com a permissão do seu cliente e vai te ajudar muito a subir posições nos mecanismos de busca.

Lembre-se de enviar o seu site para diretórios gerais de busca como o Yahoo! e dmoz.org (cadastro manual, não use ferramentas automáticas pois a mesma são consideradas como spam). Procure outros diretórios específicos para o segmento do seu site.

Tente fazer parcerias com outros sites do mesmo setor que o seu, pedindo que exibam um link para seu site (muitos vão querer um link no seu site em troca). Isso toma tempo mas pode trazer bons resultados. Não estou falando de sites concorrentes mas sim de sites sobre o mesmo assunto. Se você trabalha com webdesign, busque sites de hospedagem, por exemplo. Os serviços se complementam e a troca de links vai beneficiar os dois lados.

Conclusão sobre Otimização de Site

Cobrimos os conceitos básicos nesse artigo e ainda tem muito mais por vir! Lembrem-se sempre de colocar qualidade acima de tudo: vai ser melhor para você, seu cliente e seus visitantes. Tenha paciência pois os resultados de SEO não são imediatos e não deixe de procurar um bom profissional da área caso precise de ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram