Cadernos de diferentes tipos

Marketing de Conteúdo ou Inbound Marketing?

Sua empresa faz marketing de conteúdo ou inbound marketing? Chances são que você não consiga distinguir claramente qual das estratégias de marketing são empregadas pelo seu negócio ou quais você deveria escolher para atacar.

A verdade é que marketing requer um investimento de capital humano (inteligência) e muitas vezes de recursos financeiros e você quer escolher aquilo que vai te trazer mais resultados, mas nem sempre fica claro o que é o que.

Terminologias: Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

Vamos encarar: o uso de estratégias de marketing vem mudando de forma a acompanhar a evolução dos consumidores. Isso é fácil de entender: marketing é mercadologia, afinal. Lembram dos 4Ps? Preço, praça, produto e promoção.

Novas terminologias estão sendo criadas a cada momento para tentar dar conta de todas essas mudanças e é natural que gerem desconforto, principalmente no início do seu uso, e até mesmo opositores.

Ambas as terminologias, inbound marketing e marketing de conteúdo, surgiram a partir de uma rápida mudança dos consumidores.

Inbound Marketing ou Marketing de Atração

Inbound Marketing (ou Marketing de Atração) é o nome dado a uma metodologia que permite que os seus prospects (possíveis clientes) sejam atraídos até você, ao invés de você empurrar uma mensagem a eles.

Sem interrupções, a proposta é que as táticas empregadas na metodologia de inbound marketing permitam que a marca seja encontrada no momento em que a pessoa está buscando por ela, ao invés de interrompê-las ou incomodá-las quando não é o momento certo.

O inbound marketing pega várias ferramentas do marketing e as direciona com esse objetivo de atração, gerando leads que depois serão nutridos até o momento certo de se converterem em clientes.

Assim sendo, quando estamos trabalhando com o Marketing de Atração, estamos fazendo uso de marketing de conteúdo, SEO, e-mail marketing, CRM, landing pages, mídias sociais e outras disciplinas, porém todas direcionadas ao objetivo de atrair usuários, torná-los leads e trabalhar a nutrição desses leads até o ponto correto de conversão, a proposta é que seja um marketing com permissão do usuário.

Ao longo de todo esse processo o acompanhamento de métricas é essencial e parte da metodologia e ajuda a integrar um passo ao outro, até o lead estar pronto para virar cliente e após também.

Marketing de Conteúdo ou Content Marketing

Ao analisarmos especificamente o Marketing de Conteúdo estamos falando de uma estratégia de marketing que faz uso da criação e distribuição de conteúdo para atrair e manter uma determinada audiência e assim atingir uma relação rentável com esse consumidor do conteúdo.

Já vi algumas pessoas argumentarem que o Marketing de Conteúdo não faz uso de e-mail marketing, landing pages e assim por diante, mas a minha visão é: depende. Tudo isso pode não só conter conteúdo mas ser considerado como conteúdo em si e, por isso, as duas estratégias são tão confundidas. Aliás, se você quiser ver 15 ferramentas para te ajudar com o marketing de conteúdo, leia esse artigo.

As marcas perceberam que seu público estava acreditando menos em anúncios pagos e passaram a investir em conteúdos relevantes, trazendo valor de fato aos seus prospects.

Similaridades entre o Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

Analisando as definições e conhecendo sobre ambas as estratégias, o que posso dizer é que elas possuem tudo em comum, em termos de definição.

Tanto o Marketing de Conteúdo quanto o Inbound Marketing tem conteúdo de qualidade por trás.

Ambas as estratégias focam em atrair uma audiência específica, com foco em ROI.

E o objetivo de ambas é ao final ter uma relação comercial com os prospects então, quando bem empregadas, as duas estratégias de marketing compreendem todos os estágios do ciclo de vendas.

Diferenças entre o Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

O que acontece quando olhamos para os pontos em comum como fiz acima, é que deixamos de nos aprofundar no que o Inbound Marketing faz muito bem: um alinhamento entre os departamentos de marketing e vendas, o chamado SMarketing (Sales Marketing).

Poderíamos até dizer que o Marketing de Conteúdo também poderia aproximar marketing e vendas mas a realidade é que o Inbound Marketing vai além, trabalhando com lead scoring e lead nurturing de forma científica, o que envolve modelo de consumo baseados em dados, métricas sobre o processo de decisão do consumidor e assim por diante.

O Inbound Marketing entrega para Vendas um lead altamente qualificado e não os deixa perder tempo com aqueles que ainda não estão prontos para comprar.

O que quero dizer com isso é que se uma empresa investe em marketing de conteúdo e considera que a landing page, formulário de captura de lead, os e-mails enviados etc são conteúdo, ela pode estar certa.

Mas ainda sim o que ela terá em mãos são os leads e não todo um sistema que as permita entender o ciclo de consumo (a jornada de compra) desses leads para entregarem as informações para o time de vendas no momento certo para o cliente. Com todos os dados disponíveis e analisados o momento certo para o cliente será o momento mas propício também para o vendedor.

Inbound Marketing ou Marketing de Conteúdo: o que escolher?

A escolha da sua empresa depende do momento dela, basicamente do quanto você está pronto para se aprofundar e empregar as ferramentas.

Fatalmente você vai precisar de conteúdo de qualidade para ambos os casos: quanto a isso não há saída. A estratégia de Marketing de Conteúdo precisa de conteúdo, claro. Assim como o Inbound Marketing também precisa.

Mas caso opte pelo Inbound Marketing é bem provável que você vá escolher uma plataforma de automação de marketing que abarque tudo isso que mencionei acima, principalmente a parte de lead nurturing e lead scoring. É possível fazer cada etapa com software e sistemas separados, mas provavelmente não é o mais eficiente, tudo depende do estágio do seu negócio ou startup.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.