Xícara de café sobre a mesa

Como ser um growth hacker

Você já deve ter ouvido falar sobre a figura do growth hacker em startups. Mas como ser um growth hacker? Quais são as habilidades (skills) mínimas necessárias para atuar como um?

  1. Background em marketing digital
    Você pode não ter 10 anos de experiência em marketing digital mas precisa entender do assunto e preferencialmente ter sim uma experiência aprofundada. Se você não sabe nada sobre SEO, Links Patrocinados, Retargeting, E-mail marketing, afiliados e assim por diante, terá muito poucas ferramentas para ser um bom growth hacker.
  2. Experiência em marketing direto é um bom adicional
    O marketing direto costuma se basear muito na experiência, em testes empíricos para encontrar o melhor caminho de divulgação e vendas e growth hacking tem tudo a ver com isso! Por isso, quem já trabalhou na área também tem uma vantagem.
  3. Curiosidade e criatividade

    “O motivo do marketing baseado em testes empíricos ser importante está ligado a necessidade que o growth hacker tem de fazer testes, criar coisas novas e testar conversão, testar o impacto das diferentes campanhas ou mudanças no produto. É preciso ter ideias novas e colocá-las em prática, avaliar os resultados e definir como seguir em frente. Um bom growth hacker precisa MESMO ter novas ideias e implementa-las a todo o instante, buscando novas alternativas de tráfego e posterior conversão.”

  4. Mandar bem em tecnologia
    Você precisa saber o que é uma API e o que ela pode fazer por você, ter conhecimento para implementar tags de conversão (e configurar as ferramentas), estar muito ligado em tudo que há de novo: quais são as redes sociais de nicho? Quais outras startups e tecnologias existem disponíveis para apoiar seu negócio? Fazer login pelo Facebook, por exemplo, é o exemplo mais óbvio de algo que pode ser sugerido e implementado pelo growth hacker mas ele precisa ir além. Como a sua startup pode usar APIs do FourSquare, Twitter e outros para alavancar os negócios? Existem startups locais que possuem serviços complementares ao seu e que possuem tráfego ou uma comunidade que você quer atingir? Se eles não possuem alguma API de integração será que topariam que você desenvolvesse para eles? Se você além de ser excelente em marketing for também excelente programador, bônus extra para você.
  5. Mandar bem em números / estatística
    Você precisa saber como medir e principalmente o que medir, não é todo mundo que tem essa habilidade. Definir métricas, acompanhá-las no detalhe, analisar cohorts e tirar conclusões inteligentes a partir de dados e mais dados. Se você não for super amigo do Excel e não entender muito de números e estatística as suas chances de funcionar bem como um growth hacker são muito poucas.
  6. Gostar de trabalhar muito
    Pré-requisito para qualquer cargo em startup: se você quer trabalhar em uma prepare-se para muito trabalho. Startups estão sempre em evolução e administrando crises. Isso significa que todos os envolvidos no projeto tem sempre muito a fazer. Como growth hacker você terá vários dados para analisar, estratégias para criar e práticas para implementar, validar, fazer mudanças, implementar de novo e assim por diante, além de precisar ficar sempre ligado a novas tendências, produtos e serviços digitais, buscando sempre as melhores opções de integração e alavancagem para a startup em que atua. Prepare-se para longas horas de trabalho.

Claro que esse não é um guia definitivo mas resume as habilidades inicias para ser um growth hacker. Você se considera um growth hacker? Quais outras habilidades acabam sendo fundamentais nesse seu papel?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.