03/04/2020

O dia depois de ontem

- "Como você está?"

- "Não sei. Por ora não tem 'eu', só consigo pensar em trabalhar e fazer acontecer".

Esse tem sido meu diálogo recorrente com a maioria das pessoas que vem me procurando para saber como estou e, nomeadamente, preocupadas com os impactos do coronavírus na MaxMilhas.

As últimas três semanas têm sido caóticas, as duas últimas mais ainda. Tudo começou com o aumento da indicação de quarentena, países fechando fronteiras, chuva de pedidos de cancelamento e remarcação, até as companhias aéreas reduzirem suas malhas nacionais em 90% e internacionais a 0 em diversos casos. Em pouco tempo, o vírus que vem causando furor em todo o mundo fez o mesmo com a nossa empresa.

Home office e calls intermináveis, ajustes à nova realidade de comunicação, decisões críticas, pouco tempo para agir, quase nenhuma capacidade de dormir, grandes preocupações pessoais deixadas de lado. Rotina? O que é isso?

E o dia que nenhum de nós queria chegou: o dia da encruzilhada, em que qualquer decisão doía demais para ser tomada. E, ainda sim, precisávamos agir.

Ontem

Ontem foi o dia para o qual nenhuma escola de negócios me preparou.

Ontem foi o dia em que mais chorei nos últimos tempos.

Ontem foi o dia em que vi meu líder e sócio também chorar.

Ontem foi o dia em que precisei deixar de ter ao meu lado muitos profissionais que admiro, um time que foi construído com muito suor e aprendizados.

Ontem foi o dia em que deixei de ter ao meu lado parte daqueles que mais me apoiaram nos últimos anos e que são, para mim, a família e amigos que deixei no RJ e em SP.

Ontem foi o dia em que desligamos 42% do time da MaxMilhas.

Ontem também foi o dia em que descobri o real significado da palavra gratidão.

Ontem também foi o dia em que o termo "Ases" - como chamamos os membros do time - atingiu uma nova conotação.

Ontem também foi o dia de ver na prática que propósito e cultura são maiores do que qualquer desafio.

Ontem também foi o dia de aprender, ainda mais, a importância de cuidarmos uns dos outros.

Ontem também foi o dia em que vi a dor se transformar em força.

Ontem também foi o dia em que tive ainda mais certeza de que a história continua, nunca de forma fácil, mas ainda maior.

Hoje

Sigo com muito mais certeza do quão incrível é a MaxMilhas.

Sigo sabendo que todos que ficam estão escolhendo construir uma nova história. Sei que cada um deles tem plena capacidade de trabalhar em outra empresa, caso assim desejem e, ainda sim, escolhem seguir conosco.

Sigo certa de que as empresas que contratarem aqueles que, infelizmente, saíram, terão profissionais brilhantes, capazes de entregar resultados além do esperado e seres humanos como poucos existem.

Sigo com a clareza de que seguiremos atendendo nossos clientes com empatia, faremos mais pessoas viajarem e mais histórias acontecerem.

- "Como você está?"

- "Ainda não sei. Por ora não tem 'eu', mas tem um time que sempre fará parte de mim, o time que saiu e o que continua. Só consigo pensar em trabalhar e fazer acontecer, principalmente pelos que saíram. O 'hoje', por enquanto, é o 'primeiro dia depois de ontem'."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram